PRESSIONE o botão PLAY para reproduzir a Rádio
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus (Mt 14,22-36)

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus (Mt 14,22-36)

Glória a vós, Senhor.

Evangelho de Jesus Cristo: Depois que a multidão comera até saciar-se, Jesus mandou que os discípulos entrassem na barca e seguissem, à sua frente, para o outro lado do mar, enquanto ele despediria as multidões. Depois de despedi-las, Jesus subiu ao monte, para orar a sós. A noite chegou, e Jesus continuava ali, sozinho. A barca, porém, já longe da terra, era agitada pelas ondas, pois o vento era contrário. Pelas três horas da manhã, Jesus veio até os discípulos, andando sobre o mar. Quando os discípulos o avistaram, andando sobre o mar, ficaram apavorados, e disseram: “É um fantasma”. E gritaram de medo. Jesus, porém, logo lhes disse: “Coragem! Sou eu. Não tenhais medo!” Então Pedro lhe disse: “Senhor, se és tu, manda-me ir a teu encontro, caminhando sobre a água”. E Jesus respondeu: “Vem!” Pedro desceu da barca e começou a andar sobre a água, em direção a Jesus. Mas, quando sentiu o vento, ficou com medo e começando a afundar, gritou: “Senhor, salva-me!” Jesus logo estendeu a mão, segurou Pedro, e lhe disse: “Homem fraco na fé, por que duvidaste?” Assim que subiram na barca, o vento se acalmou. Os que estavam na barca, prostraram-se diante dele, dizendo: “Verdadeiramente, tu és o Filho de Deus!”

Após a travessia desembarcaram em Genesaré. Os habitantes daquele lugar reconheceram Jesus e espalharam a notícia por toda a região. Então levaram a ele todos os doentes; e pediam que pudessem, ao menos, tocar a barra de sua veste. E todos os que a tocaram, ficaram curados.

Palavra da Salvação.

Homilia

Aumentemos a nossa relação de confiança com Jesus, para que nenhum medo seja maior que a nossa fé
A fé tem que nos curar dos fantasmas, das fantasias, dos pavores que fomos acumulando ao longo da vida. Quando entramos para a penumbra da nossa alma, percebemos que há muitos fantasmas escondidos dentro de nós. E eles ressuscitam criando pânico e pavor dentro do nosso coração.

Exorcizemos todos os fantasmas do coração, todos os medos e fantasias da alma, inclusive aqueles que vêm do nosso consciente, até por situações de infância que não resolvemos ao longo da vida.

O Mestre Jesus vem ao nosso encontro para nos curar, para nos colocar de pé. É de pé que Pedro fica para ir ao encontro de Jesus, mas quando ele vai, o Mestre diz: “Vem, Pedro”. E quando Pedro caminhava em direção a Jesus, sentiu um vento bater n’Ele e ficou com medo.

O medo apavora, destrói até a nossa relação confiante com Deus. O medo nos faz tremer diante de qualquer vento que vem ao nosso encontro. O problema, no entanto, não é o vento nem a tempestade, o problema é o nosso medo que enfraquece a pouca fé que temos; e quando a fé fica enfraquecida, nós desabamos.

Alimentemos a nossa fé, coloquemos a nossa fé em Jesus e, mais do que colocá-la n’Ele, alimentemos a nossa fé com Ele. Aumentemos a nossa relação de confiança com Jesus, para que nenhum medo seja maior que a nossa fé, para que nenhum medo grite dentro de nós mais alto do que a convicção do amor que Deus tem por nós. Que Deus nos abençoe!

Entre e Participe:

%d blogueiros gostam disto: