Ao Vivo
Pular para o conteúdo
Papa: jovens conservar o patrimônio de santidade

Papa: jovens conservar o patrimônio de santidade

Papa encorajou os jovens a basear sua vida cristã nos três “E”, palavras-chave da espiritualidade de Charles de Foucauld: Evangelho, Eucaristia e Evangelização, que são um verdadeiro programa de vida na escola de Jesus.

Papa: O Santo Padre recebeu, na manhã deste sábado (14/5), no Vaticano, numerosos jovens da diocese de Viviers, na França, por ocasião da Canonização de dois novos Santos daquela diocese: Charles de Foucauld e Maria Rivier, que serão elevados à gloria dos altares neste domingo (15/5).

Ao saudar a delegação e jovens da diocese francesa, o Papa recordou, inicialmente, outro Beato daquela diocese: Padre Gabriel Longueville, mártir, beatificado em 2019, que ele teve a oportunidade de conhecer, pessoalmente, na Argentina. Falando sobre as virtudes deste Beato, Francisco disse.

Depois, referindo à figura de Charles de Foucauld, o Papa fez votos de que os fiéis de Viviers possam fazer a sua mesma experiência de Deus, que o levou a evangelizar. Trata-se de uma forma de evangelização discreta, mas também muito exigente, porque requer o testemunho de uma vida coerente, ou seja, conforme às aspirações de todo homem amado por Deus e chamado a algo diferente do que o prazer passageiro ou de um resultado imediato e visível.

A este respeito, Francisco exortou os presentes a ser fermento na massa, como Charles de Jesus quis ser no Deserto, somente assim as novas gerações poderão colher seus frutos espirituais.

No entanto, o Santo Padre encorajou os jovens a basear sua vida cristã nos três “E”, palavras-chave da espiritualidade de Charles de Foucauld: Evangelho, Eucaristia e Evangelização, que são um verdadeiro programa de vida na escola de Jesus. Depois, sugeriu aos jovens aprender e meditar sempre sobre o magnífica oração de abandono de si mesmo a Deus, extraída de seus escritos:

“Meu Pai, eu me abandono em vós. Fazei de mim o que quiserdes. Tudo o que fizerdes em mim, vos agradeço. Obrigado. Estou pronto a tudo, aceito tudo, desde que a vossa vontade se cumpra em mim e em todas as suas criaturas. Nada mais quero, meu Deus…”. E o Papa os exortou.

A seguir, Francisco falou de Beata Maria Rivier, que, com Charles de Foucauld, será canonizada amanhã: “Seguindo o exemplo desta filha da sua terra, que dedicou a sua vida à educação das crianças, através da Congregação das Irmãs da Apresentação de Maria, por ela fundada, espero que vocês abram as mentes dos pequeninos às coisas de Deus, à atenção ao próximo e à admiração da Criação.

O Papa faz votos também de que haja muitas outras mulheres desta estatura, humildes e corajosas em fazer conhecer o amor de Deus aos pequeninos, que apenas pedem para aprender. Este é um desejo que está enraizado na Esperança, que não decepciona. Por isso, o Santo Padre as confia à Virgem Maria, Mãe desta Congregação, espalhada pelo mundo, que continuam a se dedicar. Sem cessar, às crianças, jovens e excluídos.

Enfim, o Papa confiou os presentes à especial intercessão dos “seus” futuros Santos, Madre Maria Rivier e Charles de Foucauld, a fim de que sejam sempre motivo de encorajamento e inspiração a todos. Fonte: Vatican News.

Entre e Participe: Os comentários não representam opinião deste site. Toda responsabilidade são do autor da postagem.

%d blogueiros gostam disto: