Ao Vivo
Pular para o conteúdo
Fátima: Dom Edgar apela “diálogo e à negociação”, para se chegar a paz

Fátima: Dom Edgar apela “diálogo e à negociação”, para se chegar a paz

Dom Edgar Peña Parra sublinha importância da escuta, nas relações pessoais e comunitárias, perante multidão de peregrinos.

O arcebispo dom Edgar Peña Parra, substituto da Secretaria de Estado do Vaticano, apelou nesta sexta-feira em Fátima ao diálogo e à escuta, nas relações pessoais e comunitárias, para se chegar a uma “paz estável”.

“Mesmo a nível internacional, pensemos como seria importante escutar as razões do outro e dar prioridade ao diálogo e à negociação, os únicos caminhos para a paz estável e duradoura, em vez de empreender ações inspiradas pela busca gananciosa e apressada dos próprios interesses”, disse, perante os milhares de peregrinos que acorreram à Cova da Iria, para a peregrinação internacional aniversária do 13 de maio.

“A escuta, feita de silêncio que abre o coração, ajuda a acalmar ressentimentos e rancores e reencontrar o caminho da paz”, acrescentou o colaborador do Papa.

Os participantes na celebração rezam hoje “pela paz no mundo, em especial pelas vítimas do conflito na Ucrânia, para que o Senhor abra os corações dos decisores políticos e os leve ao discernimento de que só na paz é possível ser todos irmãos”.

Celebração no Santuário de Fátima - Foto: Ricardo Perna/Família Cristã
Celebração no Santuário de Fátima – Foto: Ricardo Perna/Família Cristã

No final da Missa desta sexta-feira, vai ser abençoada uma imagem de Nossa Senhora, igual à da Virgem Peregrina, no habitual momento de bênção dos objetos religiosos, que será oferecida à Catedral de Lviv.

O padre Carlos Cabecinhas, reitor da instituição, assinalou que a intenção de oração pela paz na Ucrânia acompanha “de forma especial” esta peregrinação do 13 de maio, a primeira sem restrições desde o início da pandemia, em março de 2020.

A cerimónia evocou ainda o 40.º da primeira visita de São João Paulo II ao Santuário de Fátima, que passou pela Cova da Iria, sempre em maio, nos anos de 1991 e 2000, para a beatificação de Francisco e Jacinta Marto, os quais seriam canonizados pelo Papa Francisco a 13 de maio de 2017.

Dom Edgar Peña Parra, presidente da peregrinação internacional de 2022, disse aos peregrinos que estar em Fátima, neste 13 de maio, “significa sobretudo responder a um chamamento à oração, a depositar no Imaculado Coração o mundo ferido e dilacerado pela falta de paz”.

“No fraterno abraço que vos trago, transmito-vos a saudação e a bênção do Santo Padre, de modo especial a esta Diocese e a esta Cidade, que se rejubilam hoje na Solenidade do 13 de maio, após dois anos de limitações, impostas pela pandemia”, acrescentou.

A homilia, que evocou “o flagelo da guerra e o vírus da pandemia”, falou de Fátima como um “lugar de destaque” para a “obra de renovação da Igreja e do mundo”, com referência à recente “consagração da Igreja e da humanidade ao Imaculado Coração de Maria”, que aconteceu a 25 de março, por iniciativa do Papa, ligando o Vaticano e a Cova da Iria.

“A Virgem Maria, que deu o primeiro lugar à escuta da Palavra, veio a Fátima recordar-nos o essencial, convidando-nos à conversão, a colocar Deus acima do nosso eu”, indicou o substituto da Secretaria de Estado do Vaticano.

O diplomata da Santa Sé elogiou o “silêncio que se respira” na Cova da Iria, deixando votos de que a Mensagem de Fátima “não seja apenas algo relevante do ponto de vista religioso e histórico, mas que se traduza na prática, pessoalmente, na vida quotidiana”.

Celebração no Santuário de Fátima - Foto: Lusa
Celebração no Santuário de Fátima – Foto: Lusa

A intervenção apontou ainda à próxima Jornada Mundial da Juventude, que vai decorrer em Lisboa, de 1 a 6 de agosto de 2023, com o tema ‘Maria levantou-Se e partiu apressadamente’ (Lc 1, 39).

“Queridos peregrinos de Fátima, levantemo-nos e partamos apressadamente ao encontro de quantos nos rodeiam: sonhemos com eles e, com a ajuda de Deus, não nos cansemos de construir uma Igreja com rosto jovem e belo”, concluiu.

A Missa foi concelebrada por 318 padres e 28 bispos de vários países.

Celebração no Santuário de Fátima - Foto: Ricardo Perna/Família Cristã
Celebração no Santuário de Fátima – Foto: Ricardo Perna/Família Cristã

Nesta peregrinação fizeram-se anunciar 124 grupos organizados, de mais de 20 países. Segundo dados do Santuário de Fátima, nas celebrações da noite do 12 de maio participaram cerca de 200 mil peregrinos.

Fonte: ECCLESIA/ Vatican News.

Entre e Participe: Os comentários não representam opinião deste site. Toda responsabilidade são do autor da postagem.

%d blogueiros gostam disto: