Ao Vivo
Pular para o conteúdo
Evangelho, Jesus Cristo passeava pelo Templo

Evangelho, Jesus Cristo passeava pelo Templo

Glória a vós, Senhor.

Evangelho (Jo 10,22-30): Celebrava-se, em Jerusalém, a festa da Dedicação do Templo. Era inverno. Jesus passeava pelo Templo, no pórtico de Salomão. Os judeus rodeavam-no e disseram: “Até quando nos deixarás em dúvida? Se tu és o Messias, dize-nos abertamente”.

Jesus respondeu: “Já vo-lo disse, mas vós não acreditais. As obras que eu faço em nome do meu Pai dão testemunho de mim; vós, porém, não acreditais, porque não sois das minhas ovelhas. As minhas ovelhas escutam a minha voz, eu as conheço e elas me seguem. Eu dou-lhes a vida eterna e elas jamais se perderão. E ninguém vai arrancá-las de minha mão.

Meu Pai, que me deu estas ovelhas, é maior que todos, e ninguém pode arrebatá-las da mão do Pai. Eu e o Pai somos um”.

Palavra da Salvação.

Homilia

No Evangelho, vemos Jesus que andava pelo Templo, no pórtico de Salomão (Jo 10,23), durante a festa da Dedicação em Jerusalém. Então, os judeus pedem-lhe: “Se tu és o Cristo, diz-nos abertamente”, e Jesus responde-lhes: “Eu já vos disse, mas vós não acreditais” (Jo 10,24.25).

Só a fé dá ao homem a capacidade de reconhecer Jesus Cristo como o Filho de Deus. No ano de 2000, João Paulo II, no encontro com os jovens em Tor Vergata, falava do “laboratório da fé”. Há muitas respostas para a pergunta “Quem dizem as multidões que eu sou?” (Lc 9,18) … Depois, porém, Jesus passa para o plano pessoal: “E vós, quem dizeis que eu sou?” Para responder corretamente a esta pergunta é necessária a “revelação do Pai”. Para responder como Pedro — “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo” (Mt 16,16)— faz falta a graça de Deus.

Contudo, embora Deus queira que todas as pessoas acreditem e se salvem, só os homens humildes têm a capacidade de acolher este dom. “Entre os humildes está a sabedoria”, lê-se no livro dos Provérbios (11,2). A verdadeira sabedoria do homem consiste em confiar em Deus.

Santo Tomás de Aquino comenta esta passagem do Evangelho dizendo: “Consigo ver graças à luz do sol, mas se fechar os olhos, não vejo; porém a culpa não é do sol, mas minha”.

Jesus diz-lhes que, se não creem, que acreditem, pelo menos, devido às obras que faz, que manifestam o poder de Deus. “As obras que eu faço em nome do meu pai dão testemunho de mim” (Jo 10,25).

Jesus conhece as suas ovelhas e as suas ovelhas escutam a Sua voz. A fé leva à intimidade com Jesus na oração. O que é a oração senão o trato com Jesus Cristo, que sabemos que nos ama e nos conduz ao Pai? O resultado e o prêmio desta intimidade com Jesus nesta vida, é a vida eterna, como lemos no Evangelho, que Deus nos abençoe.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: