Ao Vivo
Pular para o conteúdo
Evangelho de Jesus Cristo Pai santo guarda teu nome

Evangelho de Jesus Cristo Pai santo guarda nome 

Glória a vós, Senhor. 

Evangelho (Jo 17,11b-19): Naquele tempo, Jesus ergueu os olhos para o céu e rezou, dizendo: Pai santo, guarda-os em teu nome, o nome que me deste, para que eles sejam um assim como nós somos um. Quando eu estava com eles, guardava-os em teu nome, o nome que me deste. Eu os guardei e nenhum deles se perdeu, a não ser o filho da perdição, para se cumprir a Escritura. 

Agora, eu vou para junto de ti, e digo estas coisas, estando ainda no mundo, para que eles tenham em si a minha alegria plenamente realizada. Eu lhes dei a tua palavra, mas o mundo os rejeitou, porque não são do mundo, como eu não sou do mundo. Não te peço que os tires do mundo, mas que os guardes do Maligno. Eles não são do mundo, como eu não sou do mundo. 

Consagra-os na verdade; a tua palavra é verdade. Como tu me enviaste ao mundo, assim também eu os enviei ao mundo. Eu me consagro por eles, a fim de que eles também sejam consagrados na verdade”. 

Palavra da Salvação. 

Homilia 

O Evangelho nos fala que Jesus, antes de partir, ora ao Pai por todos nós. Ele sabe que todos nós precisamos da graça divina para permanecer fiéis a Deus. Os valores que nós acreditamos não são os valores do mundo, e o mundo nos odeia porque não acreditamos nos seus valores. Os nossos valores atrapalham os interesses de quem é deste mundo, pois este mundo é marcado pelo egoísmo, pelo ódio, pela mentira e pela morte, enquanto que nós pregamos o amor, a solidariedade, a verdade e a vida.  

Assim, confiante à Deus seu Pai, Jesus reza: Pai santo, pelo poder do teu nome, o nome que me deste, guarda-os para que sejam um, assim como tu e eu somos um. Precisamos tomar consciência de que a nossa realização passa pela união nossa com Cristo Jesus. Que sejamos um n’Ele, assim como Ele é um só com o Pai, como acabamos de verificar na sua oração. 

Depois que Jesus recordou à Deus que entre Eles havia uma perfeita sintonia, agora consagra os seus discípulos à guarda do Pai uma vez que tinha chegado a hora de partir deste mundo para junto de Deus seu Pai. 

Quando estava com eles no mundo, eu os guardava pelo poder do teu nome, o mesmo nome que me deste. Tomei conta deles; e nenhum se perdeu. Esta passagem nos recorda que o poder que Jesus tinha diante dos seus discípulos. Ele é o Pastor que cuidava das suas ovelhas e os livrava de todos os perigos.   

E agora estou indo para perto de ti. Ele pretende frisar que enquanto nos deixamos amparar e proteger por Ele. Pedimos a Sua ajuda e socorro em nossas dificuldades e nos deixamos guiar por ele, nossa vida se torna segura em suas mãos. Pois Ele é o Pastor que nos conduz, e nada nos faltará. Que Deus nos abençoe.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: