Evangelho de Jesus Cristo eles não têm mais vinho

Evangelho de Jesus Cristo eles não têm mais vinho

Glória a vós, Senhor.

Evangelho (Jo 2,1-11): Naquele tempo, houve um casamento em Caná da Galileia. A mãe de Jesus estava presente. Também Jesus e seus discípulos tinham sido convidados para o casamento. Como o vinho veio a faltar, a mãe de Jesus lhe disse: “Eles não têm mais vinho”.

Jesus respondeu-lhe: “Mulher, por que dizes isto a mim? Minha hora ainda não chegou”.

Sua mãe disse aos que estavam servindo: “Fazei o que ele vos disser!”.

Estavam seis talhas de pedra colocadas aí para a purificação que os judeus costumam fazer. Em cada uma delas cabiam mais ou menos cem litros.

Jesus disse aos que estavam servindo: “Enchei as talhas de água!”. Encheram-nas até a boca. Jesus disse: “Agora tirai e levai ao mestre-sala!”. E eles levaram. O mestre-sala experimentou a água, que se tinha transformado em vinho. Ele não sabia de onde vinha, mas os que estavam servindo sabiam, pois eram eles que tinham tirado a água.

O mestre-sala chamou então o noivo e lhe disse: “Todo mundo serve primeiro o vinho melhor e, quando os convidados já estão embriagados, serve o vinho menos bom. Mas tu guardaste o vinho bom até agora!”

Este foi o início dos sinais de Jesus. Ele o realizou em Caná da Galileia e manifestou a sua glória, e seus discípulos creram nele.

Palavra da Salvação.

Homilia

E como nós revelamos a glória, o amor pleno de Deus em nossas vidas? Fazer parte da nova aliança, como novas criaturas, é servir como os diáconos, os servidores a quem a mãe de Jesus disse: “Fazei tudo o que ele vos disser”. Como ser comunidade, igreja da base, a ponto de ser fermento de uma nova sociedade?

Fazer tudo o que Jesus nos pediu é acreditar como os discípulos que nele creram. Acreditar é segui-lo até Cafarnaum, como fizeram sua mãe e seus discípulos. Não é acomodar-se, mas seguir adiante no caminho do seguimento de Jesus (João 2,12). Crer é abrir-se à Palavra que se tornou humana em Jesus (João 1,14), é acolher o seu amor e corresponder com ele como pessoas recriadas no serviço à vida. Acreditar é deixar que o amor transforme as nossas vidas, tal como a água se transformou em vinho. Mais que dar a vida por Jesus, ser discípulo e discípula dele é, como ele, doar-se para que todos tenham vida, e vida em abundância.

Há mais de 300 anos, o grupo de pobres pescadores, encontraram a imagem, ali, no rio Paraíba, e ela foi um sinal de Deus para eles, precisavam tanto pescar mas não conseguiam, não tinha peixes no rio. Eles voltaram-se para a fé, em vez do desespero, apesar da pressão que sofriam, eles recorreram a Deus e a Virgem Maria; e o próprio céu manifestou um sinal: o corpo da imagem foi encontrado e, depois, a cabeça.

Por isso, hoje, nos voltamos para a Mãe de Deus, a Senhora Aparecida. A imagem não é Maria, a imagem não é Deus, mas é um sinal de que a Mãe de Deus, a Senhora Aparecida, nos aponta o caminho do Céu.

Nossa Senhora Aparecida rogai por nós!

Entre e Participe: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.