Ao Vivo
Pular para o conteúdo
Evangelho de Jesus Cristo como meu Pai me amou

Evangelho de Jesus Cristo como meu Pai me amou

Glória a vós, Senhor.

Evangelho (Jo 15,9-11): Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: “Como meu Pai me amou, assim também eu vos amei. Permanecei no meu amor. Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor, assim como eu guardei os mandamentos do meu Pai e permaneço no seu amor. Eu vos disse isto, para que a minha alegria esteja em vós e a vossa alegria seja plena”.

Palavra da Salvação.

Homilia

No Evangelho, Jesus monstra o seu amor aos discípulos da mesma maneira, comunicando-lhes o Espírito que está nele, esse rio de vida que fluirá do interior do cristão e que sacia a sede do coração humano. A fonte do amor é o amor entre o Pai e o Filho. É o amor apropriado ao Espírito Santo.

O Pai ama ao Filho, e Jesus nos disse: “Aquele que me enviou está comigo; ele não me deixou sozinho, porque faço sempre o que é do seu agrado” (Jo 8,29). O Pai proclamou bem forte no Jordão, quando ouvimos: “Tu és o meu Filho muito amado; em ti ponho minha afeição” (Mc 1,11) e, mais tarde no Tabor: “Este é o meu Filho muito amado; ouvi-o” (Mc 9,7).

Jesus respondeu, Pai! Agora revela nos, “como meu Pai me amou, assim também eu vos amei”. E nós, o que vamos fazer? Pois, mantermos no seu amor, cumprir os seus mandamentos, amar à vontade do Pai. Não é esse o exemplo que Ele nos dá?: “Eu faço sempre o que agrada Ele”.

Este amor deve traduzir-se em alegria, numa visão positiva da vida, em gozo, em taxativo não à desesperança, ao pessimismo, ao medo e ao temor. Não há realidade alguma que não possa ser mudada com amor e pelo amor. Lembro-te o que o amor é o vínculo da perfeição. O amor que gera a vida proporciona a alegria. Como cristão (a) deves viver alegre, porque a alegria é o resultado de uma vida vivida com amor, de uma vida que gera amor e vida. Esta foi a alegria de Jesus e ele deseja que também seja nossa. Que Deus nos abençoe.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: