Ao Vivo
Pular para o conteúdo
Dona Edite deixa legado de força, perseverança e Fé

Dona Edite deixa legado de força, perseverança e Fé

A notícia da morte de Dona Edite, teve grande repercussão nas redes sociais. 

Morre aos 86 anos nesta segunda-feira (14) de fevereiro, Dona Edite. Um exemplo de força, fé, perseverança e muito amor. É assim que familiares e amigos, se refere a Edite, uma das primeira a chegar em Guassussê, vindo da Conceição do Buraco. 

A notícia da morte de Dona Edite, teve grande repercussão nas redes sociais. As mensagens foram publicadas em sua homenagem, por amigos e familiares, abaixo temos alguns de muitos comentários.

 São Cláudio La Colombière, Santo do Dia 15 de Fevereiro

A filha Rita Jacinto: Meu grande amor, partiu pra os braços do pai. Que Jesus te receba com sua divina misericórdia. Vou sentir saudades que só o tempo vai amenizar. Muito obrigado por tudo. Mãe te amarei pra sempre.

Outra internauta destaca: Meus sentimentos a todos os filhos, netos e bisnetos. Vá em paz comadre, um dia a gente se encontra pra tomar um café com seu tradicional bolo de milho. 

Mais uma internauta escreve: Não a conhecia pessoalmente. Mas posso dizer o quão maravilhosa foi essa mulher por ver suas filhas, mulheres fortes, de coração imenso! Meus sinceros sentimentos a todos os familiares. Ela combateu o bom combate e o fim é a merecida morada eterna ao lado de Deus que ela tanto amou e ensinou seus filhos amar. 

Internauta destaca: Meus sentimentos a toda a família que o senhor conforte o coração de todos pois Guassussê perde umas das pioneiras uma mulher que amava, mulher que deixou um legado sentimento a toda família.

Cristiane Rodrigues: A semana começa triste. Mais uma referência para nossa comunidade se despede dessa vida. Tenho muitas lembranças de Tia Edite (como quase todos da minha geração a chamávamos), mas essa foto é a mais representativa porque remete a minha infância quando comia seus bolos de milho feito em lata de sardinha. Para mim, essa era uma iguaria do Café de Tia Edite, que ficava em frente ao mercantil dos meus pais. Em sua vida, houve muita luta, muito suor, muitos dias difíceis, mas sempre houve um sorriso no rosto que fazia com que seus olhos quase sumissem. Siga em paz, Tia Edite, e arrume um café pra quem for chegar depois. Meus sentimentos à família. 

Descanse em paz, Dona Edite! Onde você está agora não haverá mais morte, nem tristeza, nem choro, nem dor. Nunca mais terá fome, nunca mais terá sede; nem sol nem calma alguma cairá sobre você. E Deus enxugará dos seus olhos todas lágrimas. “Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que morra, viverá; e quem vive e crê em mim, não morrerá eternamente”. Rádio JC Guassussê.

Entre e Participe: Os comentários não representam opinião deste site. Toda responsabilidade são do autor da postagem.

%d blogueiros gostam disto: