Ao Vivo
Pular para o conteúdo
Camilo sanciona leis que autorizam concursos com 2.870 vagas na segurança pública

Camilo sanciona leis que autorizam concursos com 2.870 vagas na segurança pública

Edital do concurso da Polícia Civil e da Pefoce deverá ser divulgado esta semana, segundo Camilo Santana.

O governador do Ceará, Camilo Santana sancionou, na manhã desta segunda-feira (17), leis que autorizam a realização de novos concursos para as forças de segurança pública no Estado. Ao todo, segundo Camilo, são ofertadas 2.870 novas vagas para a Polícia Militar, Polícia Civil e Perícia Forense do Ceará (Pefoce). Além disso, a última turma do Corpo de Bombeiros, com 204 agentes, será convocada.

As vagas são para:

  • Polícia Militar: 2.200 vagas (2 mil praças e 200 oficiais)
  • Polícia Civil: 500 vagas
  • Pefoce: 170 vagas
  • Corpo de Bombeiros: 204 agentes convocados

“O objetivo desse concurso é fortalecer o trabalho da segurança pública. O Estado não tem medido esforços, não foi investimento só em equipamentos, viaturas, aeronaves, mas também nas pessoas”, disse Camilo durante transmissão nas redes sociais.

“É o maior concurso da história para a Pefoce. Nós teremos um incremento de 40% do efetivo de nossa perícia”, afirmou o secretário da Segurança, Sandro Caron.

Mulher é assassinada a golpes de faca em Tabuleiro do Norte

O edital para Polícia Civil e para a Pefoce deverá ser lançado durante esta semana, conforme o governador. Já o da PM, será divulgado em breve, após seleção da empresa a ser responsável pelo concurso. A previsão é de que o documento seja lançado até junho.

Mudanças

A Assembleia Legislativa do Ceará aprovou nesta quinta-feira (13) mudanças que passam a permitir a realização de concursos públicos para a Polícia Militar, Bombeiros, Polícia Civil e Perícia Forense. As propostas foram enviadas pelo governador Camilo Santana (PT) para apreciação dos parlamentares.

Entre as alterações, de acordo com o Governo do Estado, está a atualização das regras relativas ao ingresso e à formação inicial de oficiais e praças da Polícia Militar. Os cursos de formação passam a ser realizados após a conclusão do concurso, quando o candidato já tem integrado a carreira militar.

A proposta também cria o quadro de Oficiais Complementares Policial Militar, em substituição aos atuais quadros de Oficiais da Saúde e de Oficiais Capelães, voltado para médicos, dentistas, teólogos, farmacêuticos, engenheiros e veterinários.

Polícia Civil e Pefoce

Os cargos de perito criminal, perito criminal adjunto, perito logista, médico perito-legista e auxiliar de perícia que estejam vagos e situados entre a 2ª classe e a classe especial serão remanejados para a Classe A, Nível I, do subgrupo Atividade de Perícia Forense, para fins de disponibilização em concursos públicos, como prevê a legislação.

Os cargos de escrivão e inspetor de Polícia Civil que estejam vagos entre a 2ª Classe e a Classe Especial, da anterior estrutura de carreira dos cargos, serão remanejados para a Classe D, Nível I, do Subgrupo Investigação Policial e Preparação Processual. Assim, os cargos ficam disponíveis para a realização de concurso. Fonte: G1 Ceará.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: